Коментарі читачів

Implementação De Um Centro De Tratamento De Incidente De Segurança Da Informação No Decom

як Juan Wruck (2019-08-27)


Implementação De Um Centro De Tratamento De Incidente De Segurança Da Informação No Decom Este dispositivo constitucional brasileiro, somente reproduziu a norma proclamada pela Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas de 10 de dezembro de 1948 na Declaração Universal dos Direitos dos Cidadãos: "Ninguém será submetido à tortura, nem a tratamento ou castigo cruel, desumano ou degradante".<img src="https://www.panoramaexecutivo.com.br/wp-content/uploads/2019/04/14_Erika-Melo_ALD-Automotive-200x300.jpg" alt="" /> Uma informação pode ser codificada através de algum algoritmo de criptografia, de modo que, tendo conhecimento do algoritmo utilizado e da chave utilizada, é possível recuperar a informação original fazendo percurso contrário da encriptação, a decriptação.<img src="http://dominioti.files.wordpress.com/2009/09/homesegurancainfor.jpg" alt="" /> Ao acessar este serviço usuário se conecta diretamente a rede de dados da organização, tornando um risco ainda maior, pois trafegam informações de caráter confidencial. Com isso, potencializa a autodeterminação das pessoas, garantindo os direitos clássicos: à vida, à igualdade, à liberdade, à propriedade e à segurança.<img src="https://syatecnologia.com.br/wp-content/uploads/2019/01/sub4-495x400.png" alt="" />Entendo que os direitos humanos de 5ª geração encontram-se na necessidade indeclinável do Estado, das autoridades e da pessoa humana (indivíduo de direitos e deveres), de não se voltarem aos sistemas penais antigos, com a colheita de provas ilícitas, tratamento e penas bárbaras, cruéis e desumanas atribuídas aos reclusos e detentos, a preservação ao direito à vida digna, ao trabalho lícito formal e informal, acesso à família e à educação, a despenalização, a descriminalização e direito à vida comunitária, enfim à efetividade dos direitos ambientais, culturais, econômicos, morais, políticos, sociais e tributários do ser humano.<img src="https://4.bp.blogspot.com/_vjVWHEue5_g/SwSufsRjgmI/AAAAAAAAACY/Dlj8d6t1Gx8/s400/eSCMCL.JPG" alt="" /> No segundo capítulo, são apresentados os conceitos relativos à segurança da informação, tecnologia da informação, treinamento de pessoal, proteção do conhecimento e os principais aspectos nos subitens riscos, ataques, vulnerabilidades, aspectos legais, aspectos econômicos e aspectos burocráticos. Ocorre que tecnólogo traz consigo da academia conhecimento da tecnologia, dos pacotes, dos métodos e códigos computacionais e muito pouco de como funcionam as organizações, pessoas, as empresas, os negócios, a visão social, enfim, todo um conjunto de complexidades de situações em que os sistemas devem apoiar.<img src="https://3.bp.blogspot.com/-vtBM7q2csQM/T6JnyJc0exI/AAAAAAAAAag/gpi0BZkSbDM/s1600/roubo8.jpg" alt="" /> Mesmo assim, Brasil vem ganhando campo neste mercado, de acordo com diretor executivo da empresa Conquest One (SP), Antônio Loureiro, que acredita que a prática de offshore no Brasil é favorecida pela presença de muitas multinacionais, pelo fuso horário e pela qualificação <a href="https://store.senior.com.br/produto/listar/TR">clique aqui</a> e a versatilidade da mão-de-obra: "Os profissionais brasileiros são capazes de entender melhor contexto geral de um projeto e contribuem com sugestões, enquanto os indianos estão muito focados na execução de determinadas tarefas" (LOUREIRO apud HOFFMAN, 2007).<img src="http://www.ordemengenheiros.pt/fotos/noticias/cloud_computing_16948031774f588b804a8bb.jpg" alt="" />